Sonata em Punk Rock - Babi Dewet

24 maio 2017

Olá meus amados leitores!



Hoje vou falar de uma leitura simplesmente deliciosa: Sonata em Punk Rock


Valentina ou Tim como gosta de ser chamada, é uma jovem apaixonada por música, o rock rege sua vida, quando tudo se torna embaraçoso é nele que encontra forças para seguir, além é claro do senso maravilhoso de moda que seu estilo punk a proporciona.



" O punk rock tinha ensinado Valentina a não se importar com o que pensavam ou falavam dela".



Seu sonho é estudar na Academia Margareth Vilela, o maior e mais conceituado conservatório de música do Brasil, para assim poder aprender mais sobre essa paixão. Em razão de seu talento com a música e um dom raro que dispõe, no qual descobriu apenas em sua audição, foi aprovada na escola.
Entretanto, Valentina não tem dinheiro para pagar seus estudos, ela mora com sua mãe e juntas as duas levam uma vida trabalhosa, pois seu pai a abandonou ainda quando criança.
O que a garota não esperava era que após anos seu progenitor a procuraria arrependido e querendo se redimir, surpresa maior é descobrir que Alexandre Gontcharov, seu pai, é um músico podre de rico, que ficaria extremamente satisfeito de arcar com as despesas da filha, ainda mais se tratando de um futuro com a música.
Mesmo com seu orgulho ferido, pois o sucesso de seu pai se sucedeu depois de ter largado ela e sua mãe, Valentina resolve aceitar, afinal quando tiver uma banda de rock famosa poderá devolver todo o dinheiro gasto.



 “A verdade é que quando se faz o que gosta, tudo começa a fazer sentindo e a valer a pena”.



Tim embarca para a Cidade da música que fica em uma região serrana do Rio de Janeiro, mas já em seu destino fica claro que as coisas não serão fáceis como ela imaginava. Logo de cara percebe que seu estilo punk rock terá que se adequar ao clássico e conservador da escola.



“Se não for difícil, não tem esforço. E, se não tiver esforço, ninguém se torna mais do que medíocre. (...) Se estiver fácil demais, você está fazendo errado”.



Além da barreira de estilo musical, nossa protagonista se depara dispondo de problemas com Kim, um garoto enigmático que se porta de maneira estupida e arrogante com todos os estudantes, em razão de ser além do filho da diretora o maior pianista de sua idade.
As cenas se passam em grande maioria na Academia Margareth Vilela, onde cantar em voz alta ou tocar algum instrumento nos corredores ou no refeitório é normal, bem como todas as manifestações musicais. Os estudantes moram e passam grande parte do ano em quartos dentro da escola, as aulas ocorrem em período integral, e a rotina é pesada, tudo isso para garantir o melhor futuro para os alunos.
Tim é uma menina fantástica, é fascinante a influência que a música tem em sua vida, até mesmo quando desenvolve pequenas tarefas não consegue separar-se do rock. Seu estilo hard core a torna impulsiva e intensa, devido ao seu temperamento muitas cenas ganham um ar cômico.
Já em relação aos personagens secundários, a protagonista faz amizade ainda no começo com Sarah, uma menina muito simpática que todos os anos tenta participar das apresentações de final de ano com sua banda, mas como mesclam a música clássica com outros ritmos acabam sendo reprovados, é lógico que Valentina acaba participando, e acaba conhece Fernando e Pedro. Além dos amigos da Academia, a protagonista conta com a amizade Erica, uma correspondente virtual que conhece a anos e é sua melhor amiga. Fiquei muito satisfeita com a importância que a autora deu a esses personagens, que se mostram extraordinários.
Achei a escrita da autora simples, mas muito satisfatória, a leitura ocorreu de forma fluida. A narrativa é construída por meio de várias referências, os diálogos citam livros como Harry Potter, o que achei muito interessante, além dos capítulos levare nome de músicas de astros como The Beatle, Guns n’ Roses e The Runaways.



“ – O que pretende fazer, Cérebro?
- Pink, preciso de um plano...”


“ Vontade de arrancar a cabeça dele do corpo era enorme. Visualizou todos os Fatalities de Mortal Kombate e, só assim, o dia ficou mais divertido”.



Outro ponto positivo é trabalho gráfico, a capa é simplesmente MARAVILHOSA, o livro faz com que o leitor sinta uma vontade enorme de ouvir um bom e velho Rock, além disso existe uma playlist no Spotify.
Babi Dewet é uma autora nacional e Sonata em punk rock é o primeiro livro lançado do seriado Cidade da Música, ela aborda temas atuais como, machismo e preconceito racial.
Um livro que estava extremamente ansiosa para ler, uma leitura deliciosa que tenho o prazer de dizer que desde que vi sua capa sabia que seria encantadora.





E aí meus queridos, gostaram na resenha desse livro mara?

Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG PORRE DE LEITURA E LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por MK DESIGNER E LAYOUTS