O Beijo Traiçoeiro - Erin Beaty (Traitor's #1)

27 fevereiro 2018

Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama - e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons, par4es, Sage anota em um livro tudo que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes - inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.

440 Páginas| Editora Seguinte| Romance, Ficção |Skoob

Sage Fowler é inteligente e dona de uma personalidade forte, por vezes discorda das regras da sociedade, principalmente no quesito casamento, já que ela nunca quis uma união arranjada e muito menos depender de um homem para o resto da vida, muito disso se dá pela criação não convencional que recebeu de seus pais. Contudo, após a morte deles, Sage, muda-se para a propriedade de seus tios e precisa adequar-se aos costumes, mas o pior acontece ao completar 16 anos e seu tio tentar impor um casamento. O plano de seus familiares era simples, Sage iria conhecer Darnessa a maior e mais conceituada casamenteira de Crescera afim de ter um casamento apropriado, mas os acontecimentos não ocorrem como planejado e a jovem acaba se tornando aprendiz de casamenteiro.
Sendo uma moça perspicaz e observadora Sage parte disfarçada como pretendente junto a comitiva de jovens da nobreza para o Concordium, o maior evento matrimonial do reino. Seu trabalho é juntar o máximo de informações possíveis sobre os pretendentes, para isso ela conta com um grosso caderno de anotações, onde registra as caracterizarias de todos.
"Representamos vários papéis ao longo da vida... isso não faz com que todos sejam mentira".
Suas anotações são tão precisas que acabam chamando atenção do capitão Quinn e de seus homens. Quinn comanda a comitiva que está escoltando as mulheres para o evento ao mesmo tempo que investiga uma possível traição de seu reino, logo fica claro que Sage seria uma aliada perfeita em sua investigação.


O clímax do livro acontece quando Sage embarca nessa missão e uma teia de intrigas são descobertas. No entanto, o que nossa protagonista não esperava era conhecer Ash Carter, um dos soldados, e ficar completamente embaraçada com os sentimentos que prometem surgir em seu coração. Mais inesperado ainda foi descobrir que o rapaz guardava alguns segredos. Confesso que, por culpa desse ambiente cheio de tramoias e segredos tive dificuldade de entender e acompanhar esse personagem no inicio. 
"Tivera Sorte até aquele momento, mas temia que mais cedo ou mais tarde aqueles olhos cinzas o desarmariam por completo no pior momento possível"
A protagonista é forte, curiosa e sarcástica, mas  impossível de não amá-la. Ash Carter é teimoso e está aprendendo a ser mais paciente. Gostei muito dos personagens, mas o que achei mais interessante foi o fato de que embora a narrativa tenha um romance esse não tenha sido o foco principal, pelo contrario esse foi apenas um toque para deixar a trama ainda mais interessante. Eentão para aqueles leitores que não gostam de livros melosos essa é uma excelente aposta.

Um dos pontos negativos de O beijo traiçoeira é a contextualização da época. A narrativa promete ter um "que" de Jane Austen, mas durante a leitura não consegui pegar essas referências e talvez por isso a dificuldade de entender o período histórico.

O livro faz parte da trilogia Traitor's, preciso dizer que só descobri que tratava-se de uma historia com sequencia ao fazer a resenha, sim a trama deixa algumas pontas soltas para a continuação, mas ainda assim não imaginava.

O beijo traiçoeiro foi uma leitura que iniciou-se de forma lenta devido a dificuldade de entender as tramoias e a ambientação, mas que ao longo das páginas foi ganhando mais atenção e por fim mostrou-se uma leitura muito agradável.


9 comentários

  1. Olá,

    Eu não conhecia essa obra, mas confesso que achei a capa dela muito bem trabalhada. Eu não tenho muito contato com história que segue esse clima, mas acho que daria uma oportunidade para ela. No caso, eu seria como você, no inicio provavelmente seria mais lento para me adaptar no cenário e depois engrenar. Amei a sua resenha e suas fotos! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joyce!
    Eu já li resenhas que não foram tão favoráveis a esse livro, por isso tenho certo receio de ler. Mas curti a sua resenha, mesmo falando sobre as ressalvas, é sempre bom ver mais opiniões antes de embarcar em uma leitura, pelo menos eu fico mais ciente do que esperar do livro, caso eu o leia.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  3. Oi, Joyce.
    Que pena que não gostou tanto do livro! Eu me apaixonei por essa história, mesmo tendo sacado logo de cara o tal mistério dos personagens!! Rs... Acho que a questão da contextualização histórica foi proposital, justamente para não datar a história! E gostei muito disso... Sem uma data definida, a autora ficou livre para criar sua história sem se prender a nada!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Já ouvi falar desse livro e ele está na minha lista de desejados. Agora me dei conto que escrevi um conto que segue esse mesmo enredo, história de época com romance e um pouco de espionagem, rs....acho que vai agradar. Gostei da sua resenha.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, que bom que o resultado geral foi positivo, e que não é algo tão romântico. Admito que pelo título, imaginei até mesmo aqueles romances açucarados de época, mas bom saber que não. Tomara que lancem os próximos logo no brasil.

    ResponderExcluir
  6. Oi Joyce!
    Eu amei esse livro, e acho que a pegada Jane Austen se deu pela época em que acontece e pela personalidade da mocinha que diga-se de passagem é bem forte. Mas o fato do romance não ser o foco foi o que mais me agradou, além claro, do fato de que a autora me enganou completamente, h´´a muito tempo não era enrolada dessa forma.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa eu adorei esse livro, tão cheio de altos e baixos, com uns plot twists de explodir a cuca. Pelo início não dei nada por ele, qnd comecei a engatar na trama não larguei até concluir e caramba. A autora me enrolou direitinho. Sobre a coisa da Austen foi marketing da editora, como a obra se passar num mundo paralelo e fictício não precisa ser tão fiel assim.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Tudo é lindo nesse livro, menos minha vontade de ler. Não é meu gênero favorito, pois esse tipo de leitura nunca me prende, mas pra quem gosta é certeza de amar e favoritar essa obra!

    ResponderExcluir
  9. Oi Joyce! Tudo bem?
    Eu gosto um monte de livros diferenciados e esse tem uma proposta bem diferente e muito interessante!
    Goste muito da resenha e com certeza essa seria uma leitura que eu faria se no momento não tivesse outras prioridades.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir

© BLOG PORRE DE LEITURA E LIVROS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por MK DESIGNER E LAYOUTS